32º Cine Ceará exibe na Mostra Acessibilidade o documentário “Currais”

Author

Categories

Share

           32º Cine Ceará exibe na Mostra Acessibilidade o documentário Currais

FOTO: DIVULGAÇÃO

O 32º Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema terá nesta terça-feira (11), às 9h, a exibição do longa-metragem “Currais”, dos diretores cearenses Sabina Colares e David Aguiar, no Cinema do Dragão, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. O filme faz parte da Mostra Acessibilidade, sessão dedicada a uma parcela da população que merece uma atenção especial. Adolescentes com idades de 12 a 16 anos, assistidos pelo Instituto Cearense de Educação de Surdos (ICES) e o Instituto Filippo Smaldone, vão acompanhar o filme com tradução em libras. As poltronas vagas serão disponibilizadas para o público em geral. O acesso é gratuito.

O festival é uma realização do Ministério do Turismo, através da Secretaria Especial da Cultura, da Associação Cultural Cine Ceará e da Bucanero Filmes. Tem o apoio institucional do Governo do Estado do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura (Secult Ceará) e da Universidade Federal do Ceará, via Casa Amarela Eusélio Oliveira. Parceria: Canal Brasil. Hotel Oficial: Sonata de Iracema. Patrocínio Master: Itaú Unibanco. Patrocínio VIP: Grupo Edson Queiroz, Nacional Gás, Esmaltec e Indaiá. Patrocínio: SP Combustíveis, Banco do Nordeste e Prefeitura de Fortaleza. Agradecimento: Enel.

VÍDEO CURRAIS

SERVIÇO

32° Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema – De 7 a 13 de outubro de 2022 em Fortaleza. Informações: www.cineceara.com. Instagram: @cineceara, Facebook: Festival Cine Ceará. E-mail: [email protected].

MOSTRA ACESSIBILIDADE: Exibição de Currais (Sabina Colares e David Aguiar. Ficção. 90’. Ceará. 2019), dia 11/10, às 9h, no Cinema do Dragão, no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (R. Dragão do Mar, 81 – Praia de Iracema).

Sinopse: Na seca de 1932, no Ceará, foram criados vários campos de concentração para aprisionar e impedir que os flagelados chegassem à cidade de Fortaleza. Militares e representantes da sociedade civil decidiram escravizá-los, legitimando os interesses da elite econômica por meio de políticas de repressão e higienização social. Remanescentes narram fragmentos de memórias e lutos interrompidos, testemunhados nos casarões em ruínas das concentrações e no culto das “almas da barragem”, resistentes ao forte apagamento histórico.

Trailer do longa-metragem “Currais”:

https://drive.google.com/file/d/1KZllLohvSouqsMpIPUiawjx9n3Cb4KBN/view?usp=sharing

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Author

Share