Com adaptações por causa da pandemia, Hospital Unimed continua recebendo doações de leite materno

Author

Categories

Share

Com adaptações por causa da pandemia, Hospital Unimed continua recebendo doações de leite materno

5 dicas para aumentar a produção de leite materno | Nutero

FOTO: REPRODUÇÃO/INTERNET

O leite materno é um alimento essencial para o desenvolvimento dos bebês, especialmente dos recém nascidos prematuros com baixo peso, internados em unidades neonatais. Contudo, algumas mães têm dificuldades para amamentar e a doação de leite humano pelas puérperas que produzem em excesso é muito importante, assim como o estímulo à amamentação pela

mãe com o apoio de toda a família e a orientação dos profissionais de saúde sobre a ordenha e coleta do alimento. Neste 19 de maio, é celebrado o Dia Nacional de Doação de Leite Humano, data instituída para reforçar a importância desse ato de amor e solidariedade.

 

Para promover e facilitar a doação, o Hospital Unimed conta com um Posto de Coleta de Leite Humano (PCLH), vinculado tecnicamente ao Banco de Leite Humano (BLH) da Maternidade Escola Assis Chateubriand (Meac). O Posto, que existe desde 2004, é responsável por ações de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno, execução de atividades de coleta da produção lática nutriz e sua estocagem. Nos últimos três meses, a média de leite coletado no posto foi de 25 litros por mês.

 

O Posto de Coleta de Leite Humano do Hospital Unimed pode ser utilizado tanto por mães que tiveram seus bebês na unidade, quanto por mães externas, clientes da Unimed Fortaleza. Porém, diante das mudanças provocadas pela pandemia de Covid-19, o hospital precisou realizar adequações na sua estrutura e o posto passou a funcionar dentro da UTI neonatal, mantendo os trabalhos de promoção e incentivo ao aleitamento materno e do volume de leite doado para os recém nascidos prematuros internados na unidade. Atualmente, só está sendo realizada a ordenha beira leito para contemplar as mães dos bebês internados.

 

Apesar de não estar atendendo no Posto de Coleta de Leite Humano as mães externas, as clientes da Unimed Fortaleza que desejem fazer a doação podem solicitar a coleta domiciliar. Para ser doadora, é necessário estar saudável, não usar medicamentos que impeçam a doação e se dispor a ordenhar e doar o leite excedente. A mulher pode doar leite materno quantas

vezes puder e quiser, pois quanto mais estimulada a mama, mais leite humano é produzido.

 

Para o leite ser aceito no Posto de Coleta da Unimed Fortaleza, é preciso que o recipiente de vidro com tampa de plástico tenha no mínimo 200 ml ou, no máximo, 220 ml de leite materno. Caso as mães doadoras não tenham o recipiente, a Unimed Fortaleza fornece o primeiro frasco para armazenamento. O serviço é disponibilizado para residentes na Região Metropolitana de Fortaleza. Mais informações: (85) 3277.7735.

 

Posto de Coleta de Leite Humano

O Posto de Coleta de Leite Humano do Hospital Unimed foi criado em 2004 e conta com a parceria do Banco de Leite da Maternidade Escola Assis Chateaubriand (Meac). O Posto conta com profissionais capacitados para auxiliar na amamentação e na orientação sobre a doação de leite materno. Com as visitas diárias dos profissionais, as mães recebem informações

relacionadas à importância de doar leite para os bebês da unidade Neonatal, uma vez que aquelas que produzem leite em excesso podem ajudar a salvar a vida de bebês cujas mães não podem ou não conseguem amamentar. Elas são informadas ainda sobre os diversos benefícios para quem for doadora, entre eles melhora na qualidade de vida e na autoestima e perda de

peso.

 

Preparo do frasco para guardar o leite

  • Lave um frasco com tampa de plástico, retirando o rótulo e o papel de dentro da tampa;
  • Coloque o frasco e a tampa em uma panela com água;
  • Ferva por 15 minutos, contando o tempo a partir do início da fervura;
  • Escorra sobre um pano limpo até secar;
  • Feche o frasco sem tocar com a mão na parte interna da tampa.

 

Higiene pessoal antes de iniciar a coleta

  • Lave as mãos e os braços até o cotovelo com água e sabão;
  • Lave as mamas apenas com água;
  • Seque as mãos e as mamas com toalha limpa;
  • Se possível, colocar uma touca (caso não tenha a touca, prender bem os cabelos);
  • Usar máscara descartável.

 

Como retirar o leite

  • Massageie as mamas com a ponta dos dedos, fazendo movimentos circulares da parte escura (aréola) para o corpo;
  • Coloque o polegar acima da linha onde acaba a aréola, coloque o dedo indicador e médio abaixo da aréola, firme os dedos e empurre para trás em direção ao corpo;
  • Aperte o polegar contra os outros dedos até sair o leite. Pressione e solte. A manobra não deve doer. No começo o leite pode não fluir, mas depois de pressionar algumas vezes,

começa a sair com mais facilidade;

  • Despreze os primeiros jatos ou gotas;
  • Abra o frasco e coloque a tampa sobre a mesa forrada com um pano limpo, com a abertura para cima;
  • Colha o leite no frasco, colocando-o debaixo da aréola;
  • Mude a posição dos dedos ao redor da aréola para esvaziar todas as áreas;
  • Alterne a mama quando o fluxo de leite diminuir e repita a massagem e o ciclo várias vezes;
  • Ordenhar adequadamente leva, mais ou menos, de 20 a 30 minutos, em cada mama, especialmente nos primeiros dias;
  • A retirada do leite pode ser feita ao mesmo tempo nas duas mamas;
  • Após terminar a coleta, feche bem o frasco.

 

Como conservar o leite ordenhado

  • Guarde imediatamente o frasco na geladeira, congelador ou freezer;
  • Leite cru (não pasteurizado) pode ser conservado em geladeira por até 12 horas, e, no freezer ou congelador, por até 15 dias. Se for descongelado, não pode ser congelado novamente.

 

Author

Share