Dragão do Mar realiza Sarau Virtual ao Vivo com Mulheres Pretas, nesta sexta (27)

Author

Categories

Share

Dragão do Mar realiza Sarau Virtual ao Vivo com Mulheres Pretas, nesta sexta (27)
Encerrando o conjunto de atividades artísticas, educativas, poéticas e culturais propostas pelo Museu da Cultura Cearense em celebração ao Dia da Consciência Negra, o coletivo Pretarau apresentará o talento de poetisas negras do Ceará.

     Encerrando o conjunto de atividades artísticas, educativas, poéticas e culturais propostas pelo Museu da Cultura Cearense em celebração ao Dia da Consciência Negra, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura traz, nesta sexta-feira (27) o Pretarau – Sarau das Pretas, com transmissão ao vivo, a partir das 16h, no canal do Dragão do Mar no YouTube.

     Pretarau é uma coletiva inédita e independente de mulheres negras artistas da cidade de Fortaleza e Região Metropolitana, surgido no ano de 2019, por meio da necessidade de um espaço voltado para a celebração de suas produções. Elaborada como uma das atividades que compõem o projeto de mapeamento de poetas negras da cidade de Fortaleza, de forma independente, pela poeta Ma Njanu, que consiste em ações formativas, rodas de conversas, oficinas e debates para jovens mulheres escritoras, o Pretarau – Sarau das Pretas, tem como principal valor e missão protagonizar mulheres poetisas negras, especialmente as pretas que vivem e resistem na periferia.

                                          FOTO: DIVULGAÇÃO     

Para Ma Njanu, uma grande maioria de saraus emergiram nas periferias, então valorizar esse contexto é reconhecer esses espaços como
local de potência artística e cultural, além de promover ações capazes de gerar renda e visibilidade para o movimento de mulheres negras e poetas do Ceará.

 

Sobre as MC´s

Amy Sousa é vetinha, artista plástica, poeta, atriz e palhaça de Maracanaú. Faz parte da PRETARAU – Sarau das Pretas, coletiva de mulheres negras artistas de Fortaleza e Região Metropolitana. Também faz parte da Cia de Teatro Balbúrdia e Juventude do MTST – Movimento dos Trabalhadores Sem Teto. Tem um projeto chamado Dias Verdes, onde mistura sua existência a desenhos, tirinhas, poesias autorais, vídeos e produções diversas que expressam dores, melancolias, afetos, diálogos, urgências, lutas e o cotidiano dessa vetinha artista na periferia.

Amyla Vidal – nascida e criada nas periferias de Fortaleza, é mãe solo, estudante das artes afrofuturísticas musicais e afins, cantora e compositora de músicas, poemas e poesias marginais.

Ma Njanu – é macumbeira, poeta, artivista visual e kuírlombista periférica. Faz parte da Pretarau – Sarau das Pretas, coletiva de artistas negras de Fortaleza e Região Metropolitana e da Rede de Mulheres Negras do Ceará. Sua criação artística é desenvolvida através de narrativas literárias e imagéticas que envolvam memória subjetiva-individual-coletiva, traumas e curas, celebração de saberes tradicionais do terreiro, do candomblé; crítica e ruptura dos sistemas coloniais da modernidade, produtores de violência racial, econômica, ambiental, política, cultural, de gênero e sexualidade. Publicou a zine Na boca do Dragão da América Latina (2020).

Sabrina Morais – 24 anos, de Maracanaú (CE), é poeta, produtora cultural, atriz e performer. Em suas escritas poéticas e crônicas, aborda temas introspectivos, eróticos e inquietações cotidianas. Faz parte da coletiva de artistas negras de Fortaleza e Região Metropolitana Sarau das Pretas- Pretarau!. E divulga suas escritas no Instagram (@pele.sentidos.temperatura).

Samara Barros – nascida em Fortaleza é mais uma poeta preta, periférica entre tantas, feminista e voz que ecoa revolução. Escreve poesia desde 2017, graças a um projeto de literatura marginal proporcionado pela professora Tuyra Andrade. Já participou de inúmeros saraus e slams e hoje integra o Pretarau, coletivo de mulheres negras e artistas.

Serviço: LIVE “PRETARAU – Sarau das Pretas”
Data: 27/11/2020 (sexta-feira)
Duração: 1h30min
Horário: 16h
Transmissão: youtube.com/dragaodomarcentro
Classificação etária: Livre
Acesso Gratuito
 

 
 
 
 Dragão do Mar finaliza residência dramatúrgica com leitura ao vivo nesta sexta-feira (27)

Projeto do coletivo No Barraco da Constância tem! integra a programação da convocatória Arte em Rede.

     Por meio da convocatória Arte em Rede, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura (CDMAC) apresenta, na próxima sexta-feira (27), leitura ao vivo da “Peça de uma vida coletiva: residência para uma dramaturgia comum”, trabalho originado a partir do resultado da residência de criação online voltada ao exercício da escrita dramatúrgica. A leitura acontecerá ao vivo, no canal do Dragão do Mar no Youtube (www.youtube.com/dragaodomarcentro) . 

A residência

Com inscrições gratuitas realizadas até 4 de novembro, a residência foi ministrada pelo ator e diretor Honório Félix e produzida por Willian Monte, ambos do coletivo No barraco da Constância tem!, às terças e quintas de novembro, dias 9, 11, 13, 16, 18, 20, 23 e 25 de novembro, em plataforma virtual fechada para os inscritos confirmados. 

A residência abordou a dramaturgia enquanto linguagem autônoma. Foram selecionados 14 participantes, entre escritores amadores e/ou profissionais dos gêneros poesia, crônica, conto, romance, novela, etc., com ou sem experiência na elaboração de textos teatrais. Foram trabalhadas as metodologias de escrita dramatúrgica na contemporaneidade, com ênfase na produção coletiva e na experimentação de ferramentas e plataformas de escrita online. Além disso, os participantes também debateram conceitos de intertextualidade, de autoria, de apropriação e fizeram exercícios de escrita individual; experimentados exercícios em edição de textos; analisados alguns textos dramatúrgicos de formatos e contextos diversos; e propiciadas experiências de escrita transversal entre a dramaturgia e outros gêneros literários; além de serem promovidas discussões e práticas a respeito da relação entre escrita dramatúrgica e internet. 

Agora, o resultado será um texto coletivo a ser apresentado publicamente de maneira processual.

 Sobre o Arte em Rede

     A Convocatória “Arte em Rede” se insere dentro de um conjunto de iniciativas que o Governo do Estado do Ceará, a Secretaria da Cultura do Estado, junto à sua Rede de Equipamentos, e o Instituto Dragão do Mar vêm realizando com o objetivo de promover e movimentar a criação, difusão e economia artística e cultural do Estado, no contexto de medidas de distanciamento social necessárias neste período de pandemia do Coronavírus, incentivando a sustentabilidade do fazer artístico através de iniciativas que contemplem os artistas, grupos, coletivos, companhias e demais profissionais e empreendimentos culturais cearenses.

     O Arte em Rede também integra o Programa Cultura em Rede, previsto no Planejamento Estratégico da Secult, com o intuito de articular, integrar e potencializar os equipamentos culturais do Estado, para estimular o compartilhamento e a colaboração entre os equipamentos vinculados à Secretaria da Cultura, a fim de que possam atuar de forma sistêmica no desenvolvimento e consolidação da política cultural do Ceará.

 

Serviço:  Live “Peça de uma vida coletiva: residência para uma dramaturgia comum”
Data: 27 de novembro
Horário: 19h
Local: Canal do Dragão do Mar no Youtube (www.youtube.com/dragaodomarcentro)

Gratuito e livre

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Author

Share