Especialista explica sobre vantagens e desvantagens do investimento em criptomoedas

Author

Categories

Share

Especialista explica sobre vantagens e desvantagens do investimento em criptomoedas

                 Moedas digitais têm gerado impacto significativo na economia mundial


                                FOTO: DIVULGAÇÃO

A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado aprovou, no último mês de fevereiro, um texto substitutivo ao regulamento do mercado de criptomoedas no Brasil – moedas virtuais, descentralizadas e sem regulação de bancos e autoridades de emissão. O texto, que ainda deve ser votado na Câmara, já deu mais segurança aos investidores, mas especialistas apontam que vantagens e desvantagens devem ser balanceadas.

O professor do curso de Ciências Contábeis da Unifametro, Mário Leitão, aponta a primeira vantagem: a segurança. As criptomoedas, entre elas a Bitcoin, apresentam uma tecnologia única de criptografia, o blockchain. “Sendo uma criptomoeda descentralizada, o Bitcoin depende de uma rede peer-to-peer, chamada blockchain, para registrar transações, em vez de qualquer autoridade reguladora oficial, como exemplo, o Banco Central Brasileiro. Não existem bitcoins físicos, ou seja, você não consegue ter um ‘papel ou uma moeda’ chamado de Bitcoin, como temos como as notas de Real”, pontua.

Apenas com um computador ou smartphone com acesso à internet é possível abrir uma carteira de criptomoedas, realizar depósitos e pagamentos através de corretora ou plataformas de câmbio, como BINANCE, Mercado BitCoin, NovaDAX entre outras. A tecnologia também oferece aos investidores entrada em outros mercados, para além dos brasileiros, ampliando o alcance do capital. “Quando você investe em ativos que não estão atrelados à economia brasileira, você está diversificando seu portfólio e, consequentemente, fugindo dos altos e baixos da nossa economia”, atesta o professor.

No entanto, antes de investir por completo nas criptomoedas, o especialista alerta que os investidores devem considerar que o investimento é arriscado. Ainda não há uma legislação específica que regulamente o mercado de criptomoedas no mundo, tornando o sistema de pagamento vulnerável a ilegalidades, como roubos em sites de armazenamento, sonegação de impostos e ataques cibernéticos. “Existem mecanismos para deixar tudo mais seguro, através de senhas fortes e carteiras offline, mas o risco sempre existe”, ressalta Mário.

O preço do Bitcoin, assim como das demais criptomoedas, pode ser extremamente volátil com quedas repentinas e altas meteóricas em curtos períodos de tempo. Durante os conflitos entre Rússia-Ucrânia, a moeda registrou grandes fluxos de compras e vendas, devido à desvalorização das moedas locais e ao fluxo de notícias da guerra. “Os preços podem subir ou despencar de acordo com as notícias e expectativas do mercado, tornando o seu investimento suscetível a perdas irreparáveis”, ressalta Mário.

Em meios aos riscos, as criptomoedas são o sistema de pagamento mais promissor do momento. Segundo relatório da Cointrader Monitor, o mercado nacional de criptomoedas já movimentou cerca de R$ 20,02 bilhões em 2021. Para Mário Leitão, o Bitcoin ainda pode se tornar uma grande rede de pagamento no Brasil, se políticas de regulamentação forem aprovadas e fiscalizadas por autarquias públicas, como o Banco Central, além da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). “O Bitcoin representa uma possibilidade de investimento para quem tem um apetite de risco alto, pois pode gerar retornos potencialmente maiores do que outras classes de ativos”, ressalta.

O substitutivo aprovado no Senado durante fevereiro atribui ao Poder Executivo a tarefa de definir órgãos para fiscalizar negociações com criptomoedas no território nacional e aplica medidas de combate à lavagem de dinheiro nas plataformas. A Bitcoin, criada em 2009, é a primeira e mais rentável criptomoeda do mundo, permitindo transações comerciais ágeis e de fácil acesso em diferentes partes do globo.

Sobre a Unifametro

Com mais de 30 cursos de graduação nas modalidades presencial e online, a Unifametro possui quatro campi em Fortaleza, e unidades em Cascavel e Maracanaú, com infraestrutura completa, 6 núcleos de atividades e mais de 50 laboratórios. Para mais informações sobre o vestibular, inscrições e financiamento sem juros, consulte o site seja.unifametro.edu.br.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

vinte + nove =

Author

Share