Fim de ano: exageros na alimentação podem comprometer a saúde

Author

Categories

Share

É comum e previsível descuidar da alimentação no final do ano em meio a tantas confraternizações. O período é de muitos convites, muitas saídas, momentos que acabam envolvendo comidas ou bebidas. No entanto, não é preciso ser a pessoa “do contra” da turma, que não come nada para não  “quebrar” a dieta. Há opções alternativas para quem não quer perder os resultados conquistados durante o ano.

O médico referência em medicina preventiva e longevidade, Fernando Guanabara, indica evitar alimentos açucarados, industrializados, bebida alcoólica e, em casos de excessos, tentar fazer um jejum no dia posterior e aumentar a intensidade da atividade física. São sugestões de formas para compensar o excesso que está por vir.

Segundo a médica Endocrinologista, Ana Flávia Torquato, os diabéticos precisam redobrar a atenção para evitar o consumo excessivo característico dessa época: “pode ocorrer o aumento da glicemia, a descompensação da doença, bem como ganho de peso”. Segundo a especialista, os diabéticos devem limitar a ingestão de alimentos contendo carboidratos simples, de alto índice glicêmico, como as massas brancas, arroz branco, doces, sobremesas, bebidas açucaradas, e também bebidas alcoólicas. “Essa época também requer atenção de quem já está acima do peso, pois o excesso de calorias consumidas na alimentação gera acúmulo de gordura e aumento de peso”, alerta Ana Flávia.

É importante manter-se hidratado, as bebidas alcoólicas além de não oferecerem nenhum valor nutritivo ao organismo, ainda causam desidratação, se ingerida de forma exagerada. Para quem não abre mão dessas bebidas, o interessante é intercalar cada dose com um copo de água. Outra opção que é muito saudável são os chás e sucos digestivos que eliminam o álcool e a sensação de inchaço.

As carnes brancas, como o peru de natal, são uma opção saudável, no entanto é importante retirar a pele. A maneira como os alimentos são preparados exerce influência na qualidade das substâncias que eles fornecem para o organismo. Por exemplo, os vegetais perdem parte de seus nutrientes após serem cozidos. O ideal é fazer a opção de consumi-los enquanto estiverem crus.

Fernando Guanabara ainda acrescenta que no início do ano, o ideal é fazer uma limpeza dessas toxinas, das transgressões da alimentação. Importante focar nos alimentos anti-inflamatórios, frutas, verduras, sucos verdes, vegetais e intensificar a atividade física, que é a forma natural de eliminar as toxinas absorvidas na transgressão. “A toxina é o lixo do alimento não saudável”, acrescenta.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Author

Share