O alto valor do profissional de saúde

Author

Categories

Share

Claudia Morgental, diretora de RH da Medtronic, multinacional referência em tecnologia em saúde

Com a pandemia, todos os setores demandaram dos profissionais a capacidade de tomar decisões rápidas. Na tecnologia da saúde não foi diferente. O período conturbado exigiu adaptações inesperadas para que as companhias conduzissem os negócios com o mínimo possível de perdas. Para esse processo, RH e gestores se uniram para mitigar riscos, encontrar soluções de apoio a distância e fomento à produtividade.

Aprendemos muito. Encontramos uma fórmula exata? Não. Mas ter profissionais talentosos, com conhecimento em áreas diversas, habilidades de conexão e colaboração, resilientes, capazes de enxergar riscos, nos permitiu enfrentar os desafios de forma assertiva neste período. Esta fase nos ajudou a confirmar e reforçar a importância de um ambiente de aprendizado e estrutura de treinamento. Consideramos investimentos em treinamentos buscando diferentes formas e ferramentas. Reforçamos que o desenvolvimento não se restringe ao core do negócio, mas também sobre novas competências e conhecimentos que nos levem para o futuro.

Ao buscamos profissionais no mercado, também sabemos da importância de contribuir para a formação deles. Num ambiente competitivo, com carência da mão de obra qualificada devido ao rápido avanço das tecnologias e mudanças de exigências, entendemos nosso dever em disseminar conhecimento na área da saúde.

Os profissionais têm condições de escolherem a corporação mais alinhada com os valores que representam. Nos processos seletivos, é frequente sermos questionados sobre ações sociais, cultura, diversidade, inclusão e carreira. É nosso dever investir em infraestrutura para que eles possam desenvolver as tarefas com total orientação das etapas e se sintam seguros, tendo cada vez mais autonomia. Por isto, contamos com softwares de gestão, de treinamento e planos de carreira individuais (que são customizados considerando as peculiaridades de cada perfil e objetivo).

Conduzir projetos que podem salvar ou melhorar a vida das pessoas tornam os profissionais da saúde exigentes com eles mesmos. Assim, garantir recursos, apoio, segurança e um bom ambiente é fundamental e um compromisso do RH e da liderança para com nossos profissionais da tecnologia da saúde. Esta movimentação interna gerou um cenário curioso: o interesse dos colaboradores antigos em retornar para a corporação. É uma movimentação recorrente na empresa, e para o RH não há nada mais gratificante do que ver um profissional que passou por outras organizações reconhecer que o atual ambiente corporativo é o mais promissor para o seu desenvolvimento.

Cuidar dos nossos profissionais e trazer insights que contribuam para a ascensão de cada um deve ser prioridade. Neste período de alta das cirurgias eletivas, o mercado busca por colaboradores com uma visão mais holística para acabar com ineficiências e trazer agilidade nos processos que impactem e m melhoria hospitalar, sem interferir na qualidade da saúde do paciente.

Cuidar dos funcionários não é diferencial, é a obrigação de todas as companhias. No entanto, diante de um setor tão delicado, que lida com a saúde das pessoas, temos que ir além. Amanhã ou depois, a entrega deles pode ser a responsável por salvar a nossa vida ou a daqueles que amamos.

      Claudia Morgental, diretora de RH da Medtronic

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Author

Share