Próximo ao Dia Mundial do Coração, Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular alerta para os cuidados com a saúde

Author

Categories

Share

Neste domingo, 29 de setembro, é celebrado o Dia Mundial do Coração, data que tem por objetivo alertar e conscientizar a população sobre a importância de manter hábitos saudáveis e preservar a saúde do coração.

De acordo com dados do Ministério da Saúde de 2018, ocorreram cerca de 300 mil casos registrados de infartos agudos do miocárdio. Para a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS), as doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo, motivo pelo qual foi criada a data.

Segundo o cirurgião vascular e Presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular do Ceará (SBACV – CE), Dr. Frederico Linhares, para combater as doenças que afetam o coração, “é necessário a prática de atividades físicas aliada a uma alimentação balanceada, com baixa concentração de sódio e açúcar, além de acompanhamento de médico especializado e nutricional”, explica.

Dr. Linhares ainda alerta para alguns fatores de risco que podem ser determinantes para o surgimento das doenças cardiovasculares. “Aquelas pessoas que possuem diabetes, hipertensão, obesidade, doenças da tireoide, colesterol alto, são adeptas ao tabagismo e constantemente expostas a situações estressantes, além do histórico familiar; possuem maiores chances de sofrer com problemas no coração”.

Além das recomendações no estilo de vida, o especialista fala sobre o diagnóstico precoce dos problemas cardiovasculares, “ que, se descoberto ainda nos mais jovens, possibilita melhores tratamentos e um controle mais rígido das doenças, que podem se agravar ao longo dos anos”.

Sintomas
Para reconhecer os sintomas de possíveis doenças do coração é necessária bastante atenção. Falta de ar, cansaço que antes não eram percebidos, principalmente após a realização de algum esforço físico, dor como um aperto, queimação ou pontadas na região do tórax associada a formigamento ou dor no braço esquerdo, dor na região da mandíbula ou nas costas, devem alertar a pessoa a procurar auxílio médico para uma avaliação mais detalhada.

Exames
Os exames são, inicialmente, uma coleta de sangue para auxiliar na detecção dos fatores de risco que devem ser controlados, como níveis de colesterol, glicemia, função renal e tireoidiana. Contudo, o teste mais importante para iniciar a investigação cardíaca é o eletrocardiograma, revelando qualquer anormalidade. “Além destes, existem diversos outros exames para auxiliar na detecção de uma possível doença, como o raio x de tórax e o teste ergométrico, por conta disso, é imprescindível que a pessoa vá até um médico especialista para ter certeza do que fazer”, finaliza Dr. Frederico Linhares.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Author

Share