Supply Chain: especialistas apontam sustentabilidade como estratégia para gestão eficiente

Author

Categories

Share

Supply Chain: especialistas apontam sustentabilidade como estratégia para gestão eficiente

Especialistas do Programa de Pós-Graduação em Administração de Empresas da Unifor falam sobre tendências e desafios.

A gestão das cadeias de suprimentos sob o foco da sustentabilidade é fundamental para o aperfeiçoamento das operações com impactos positivos sobre o resultado organizacional. (Foto: Getty Images)

Foto: Divulgação

A gestão das cadeias de suprimentos sob o foco da sustentabilidade é fundamental para o aperfeiçoamento das operações com impactos positivos sobre o resultado organizacional. (Foto: Getty Images)

A pandemia da Covid-19 provocou a corrida das organizações na busca de formas mais eficientes de gerir cadeias de suprimentos. Limitações das cadeias de suprimento e de sua gestão foram expostas e isso exigiu ainda mais soluções de profissionais de logística e gestão de cadeia de suprimentos no contexto corporativo. Dessa forma, empresas passaram a prestar mais atenção nesses profissionais.

De acordo com o Dr. Fernando Viana, professor adjunto do Programa de Pós-Graduação em Administração de Empresas (PPGA), da Universidade de Fortaleza (Unifor), instituição de ensino da Fundação Edson Queiroz, o mercado de logística, que é uma atividade-chave na operação das cadeias de suprimentos, teve um forte crescimento nos últimos anos.

“Crescimento este que normalmente está atrelado ao crescimento da economia no estado, aos investimentos direcionados à melhoria da infraestrutura logística, como portos, aeroportos, rodovias, ferrovias, entre os quais o Porto de Pecém tem um papel muito importante; e, mais recentemente, ao grande crescimento do comércio eletrônico, que se intensificou muito com a pandemia da Covid-19”, afirma.

Segundo Viana, esse crescimento do comércio eletrônico tem atraído empresas que atuam no setor a implantar centros de distribuição no Ceará, como Amazon e Magazine Luiza, por exemplo, além de instalações que demandam profissionais especializados na área de logística e supply chain.

Supply Chain e gestão de risco

Supply chain, ou cadeia de suprimento, “é o conjunto de empresas/instituições que estão envolvidas em operações de compra e venda. Essa cadeia precisa ser gerenciada, daí o conceito de Supply Chain Management (gestão da cadeia de suprimento)”, complementa o professor Dr. Fernando Viana.

Segundo ele, nas últimas décadas, observou-se uma tendência cada vez maior de as empresas terceirizarem atividades e processos não relacionados ao seu core business. “Ou seja, a verticalização deixou de ser considerada como uma estratégia interessante, embora existam ainda vários casos de sucesso de empresas que adotam a verticalização como importante estratégia corporativa. Por exemplo, o grupo M. Dias Branco”, pontua.

A tendência de terceirização no contexto do mundo globalizado fez com que as cadeias de suprimento se expandissem em termos geográficos, as chamadas “cadeias de suprimento globais”, e consequentemente se tornassem mais complexas para serem gerenciadas.

“Isso fez com que a adoção dos pressupostos da gestão da cadeia de suprimento, como relacionamentos de longo prazo com menos fornecedores, intensa troca de informação e conhecimento entre os diferentes componentes da cadeia, maior interação entre os membros da cadeia para resolução de problemas e desenvolvimento de inovações, se tornasse algo essencial no mundo corporativo”, explica Viana.

Por outro lado, ainda segundo ele, as crises que acontecem em diferentes partes do mundo acabam tendo consequências para as empresas, mesmo quando elas não atuam nas localidades que estão em crise. Dessa forma, algum componente da cadeia sofre impacto mais direto dessas crises localizadas e toda a cadeia acaba sofrendo também.

“Daí a importância, também, de as empresas trabalharem com bons modelos de gestão de risco da cadeia de suprimento. Quanto mais efetiva for essa gestão da cadeia, e dos seus riscos, maior a chance de as empresas de uma cadeia sofrerem menos com as crises”, alerta.

Gestão e sustentabilidade

A coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Administração de Empresas da Unifor, professora Marina Dantas, defende que há muitas maneiras de abordar a gestão de cadeia de suprimentos, considerando as dimensões sociais e ambientais da sustentabilidade. Conforme a coordenadora, ao desenvolver e propagar conhecimentos científicos sobre sustentabilidade nas cadeias de suprimentos, o PPGA/ Unifor contribui para a instauração das premissas de sustentabilidade no ambiente empresarial.

“Nós contribuímos com a formação de agentes de transformação de cadeias, mas também contribuímos com o aumento da massa crítica no segmento empresarial, para julgar ações organizacionais e contribuir com a governança da sustentabilidade nos negócios e na sociedade”, destaca.

Marina Dantas ainda ressalta que a gestão das cadeias de suprimentos sob o foco da sustentabilidade é fundamental para o aperfeiçoamento das operações com impactos positivos sobre o resultado organizacional. De acordo com a coordenadora do PPGA, o aperfeiçoamento da gestão de cadeias tem esse caráter estratégico.

“Afinal, mudanças na produção impactam positivamente na diminuição da necessidade de extrações de matérias primas. Mudanças na distribuição proporcionam redução das emissões de gases causadores do efeito estufa. Além disso, as transformações nas cadeias têm um impacto enorme sobre o comportamento dos consumidores que, por sua vez, vão colaborar mais com a transição para sustentabilidade na economia global”, diz.

Preparação de profissionais

A Unifor prepara profissionais para os desafios da cadeia de suprimentos por meio do PPGA. Dentre as três linhas de pesquisa do Programa, estão Estratégia e Competitividade, Organização e Sociedade e Operações e Mercados. Nesta, os temas Gestão da Cadeia de Suprimentos e Sustentabilidade em Cadeias de Suprimentos estão presentes no desenvolvimento de trabalhos de dissertação e teses.

“São pesquisas focadas na discussão desses temas sob uma perspectiva global. Ou seja, na fronteira do conhecimento sobre esses temas, mas direcionadas à resolução de problemas de empresas que atuam nos contextos local, regional e nacional”, ressalta o professor adjunto do PPGA, Dr. Fernando Viana.

Conforme explica o professor, para subsidiar o aprendizado dos alunos nesses temas a Unifor oferta três disciplinas específicas ao longo dos cursos de mestrado e doutorado em Administração de Empresas: 1) Produção, Consumo e Sustentabilidade; 2) Gestão de Operações e Cadeias de Suprimento; 3) Sustentabilidade em Cadeias de Suprimento.

“Os alunos, ao terem contato com esses temas, desenvolvem-se do ponto de vista teórico e, também, em termos de capacidade analítica, para que possam analisar com segurança os fenômenos da prática e desenvolver soluções para problemas inerentes a esses fenômenos, com uma visão estratégica”, conclui.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

Author

Share