Turismo de Eventos impulsiona cadeia produtiva na baixa estação

Author

Categories

Share

             Turismo de Eventos impulsiona cadeia produtiva na baixa estação

        Fortaleza encerra mês de junho com evento que reúne cerca de mil pessoas

                                       Foto: Divulgação

O Ceará tem uma diversidade de produtos turísticos: sol e mar, serra, aventura, rural, religioso e  o turismo de eventos, que representa um segmento muito importante, pois alimenta toda a cadeia produtiva,  impulsionando a economia em especial no período de baixa estação (entre fevereiro e junho e agosto a novembro). Neste último final de semana de junho, Fortaleza sedia a 71ª Conferência Distrito 4490, que reúne mais de 700 pessoas no Hotel Praia Centro, realizada pelo Rotary, mais antiga organização internacional de clubes de serviço.

 

“O turismo de Eventos alimenta a cadeia produtiva especialmente no período de baixa estação. Restaurantes, hotéis, transportes, comércio e até mesmo equipamentos de lazer são beneficiados quando a cidade recebe grandes eventos corporativos e esportivos. São mais de  30 CNAEs (Classificação Nacional de Atividades Econômicas) impactados. Outro ponto positivo é porque impacta duplamente, primeiro durante a realização do evento, e a partir disso, faz com que o turista corporativo ou esportivo retorne a Fortaleza como turista de lazer, além de compartilhar com familiares e amigos a experiência vivenciada, gerando uma promoção orgânica, sem gastos com promoção paga”, diz Murilo Santa Cruz, presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagens (ABAV Ceará).

 

O papel da ABAV, segundo Santa Cruz, é dar uma lente de aumento para os destinos que o estado tem, e isso inclui o potencial das cidades, não apenas Fortaleza, de receber grandes eventos de negócios. “Fomentar e desenvolver o turismo no estado, em suas mais variadas faces, é a estratégia da ABAV, não só no período de alta estação, mas durante todo o ano, junto com o agente de viagem, o trade local, e as entidades governamentais”, conclui.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here

dois × 4 =

Author

Share